Praias no Espírito Santo

Zagreb, a capital da Croácia.



   Saindo do Parque Nacional de Plitvice, peguei a estrada pronta pra percorrer os 140km até Zagreb, mas com o olho atento nos próximos municípios para não passar batida por Slunj, um município que entrou na rota turística devido a vila de Rastoke, um centro histórico croata que é conhecido por seus moinhos e cachoeiras. A vila foi destruída durante a guerra de 1990, mas reconstruída com a ajuda do Ministério de Desenvolvimento e Reconstrução croata.


PLITVICE - RASTOKE: Mapa para reconhecimento do local.


SLUNJ_RASTOKE


SLUNJ_RASTOKE


SLUNJ_RASTOKE


   A minha passagem por lá foi muito ligeira, mas tive tempo suficiente pra perceber que vale a pena reservar duas noites nessa vila. Há programações desportivas de rafting, canoagem e gipe, além de descansar e imergir com a natureza.

ATENÇÃO: vale a pena se hospedar perto da cidade histórica em Zagreb, assim você otimiza o seu tempo durante o passeio.


Seguem algumas sugestões de hospedagem:

  1. B&B Cool Centre Zagreb
  2. Guesthouse BED 4 U
  3. Youth HOSTEL Zagreb
  4. Swanky MINT Hostel
  5. Zagreb TIME INN Apartments
  6. MIKA Apartements
  7. Hostel BUREAU
  8. Hotel DUBROVNIK
  9. TIA Apartments and Rooms
  10. Bed & Breakfast REGAL Residence



SLUNJ_RASTOKE

   A viagem até Zagreb foi muito tranquila. Ela é o centro de conexões da Europa com as cidade do Adriático. Cidade grande, com ruas largas na parte nova, transportes público circulando a todo momento, poucos carros para uma metrópole e muitos trilhos na pista para passar o transporte urbano elétrico do local. Cuidado com eles, porque possuem a preferência de passagem e nos primeiros dez minutos aprendi na marra como deve circular junto com eles.


ZAGREB: pontos do transporte público elétrico
    As pistas, às vezes, ficam estreitas e quem está na esquerda deve ficar atento porque em muitos casos, depois do sinal à esquerda desaparece e você acaba saindo da pista principal. A sinalização é ótima, então não há muito no que errar, é só observar o trânsito e as placas até chegar em sua hospedagem.


PLITVICE - ZAGREB: Mapa para reconhecimento do local.

   A minha hospedagem era na cidade histórica na parte alta e como toda cidade antiga, a dificuldade de estacionar acaba sendo o maior desafio do local. Fiquei em frente à Catedral da cidade, não há um lugar melhor do que esse para quem gosta de bater perna e desbravar os pontos turísticos por conta própria. Desci a bagagem do carro e fui percorrer lugares possíveis de estacionamento. A esse ponto, enfrentei a dificuldade da língua, pois as placas de rua estavam em língua croata, não me permitiu uma decisão rápida se valeria a pena estacionar na rua ou não. Bem, o jeito foi tirar uma foto da placa e perguntar a alguém quais eram as informações relevantes nela.

ZAGREB

   Como havia um shopping perto, aproveitei para entrar em contato com a administração do shopping para negociar uma estadia de algumas noites no local e ai, decidiria qual opção iria prevalecer.

   Por incrível que pareça, a negociação com o shopping foi boa e ficou mais barato pernoitar o carro no shopping do que na rua. Além de eu poder sair quantas vezes quiser com o carro do shopping até o dia combinado, não teria que ficar atenta com os horários em que o lado da rua era proibido estacionar.

   Esse tipo de restrição tem muito nas ruas europeias, com dia certo ou horários permitindo estacionamento. Seria péssimo para a minha programação de viagem ter que mudar o carro de posição todos os dias.

  Cheguei no final do dia, então, foi o tempo de resolver esses assuntos burocráticos, reconhecer o local e checar lugares importantes como mercado, restaurante, banco e revisar a programação cultural.

Procurando hotel em Zagreb? Clique aqui para checar a seleção de alguns.

  Dia seguinte, iniciei o meu trajeto pelos lugares que estavam próximo da minha hospedagem até chegar os mais distantes, como:

  • A catedral de São Estêvão: ela já foi reconstruída algumas vezes devido a dominação de outros povos e terremotos. Sua primeira reconstrução foi por ter sido destruída pela invasão tártara e reconstruída no século XIII pelo bispo Timóteo pra ser dedicada ao rei Estevão I com uma arquitetura remetendo ao estilo gótico. Outra reconstrução foi feita por causa de um terremoto em 1880, por um arquiteto austríaco convertendo o estilo para o neogótico. Uma outra foi necessária e qual se encontra ainda hoje;

ZAGREB: Igreja de São Estevão

ZAGREB: Igreja de São Estevão

ZAGREB: Igreja de São Estevão


  • Coluna da Virgem Maria e quatro anjos: está em frente à catedral São Estevão;

ZAGREB: fonte e coluna de Virgem Maria

ZAGREB: coluna de Virgem Maria

ZAGREB: coluna de Virgem Maria e os anjos


  • Mercado Dolac, localizado na praça de Jelacica: ele é um mercado popular ao ar livre onde são comercializados verduras, legumes, muitas frutas, pescado, lembrancinhas para turistas, roupas, toalhas entre outros. A estrutura das barracas é uniforme, mas cada feirante oferece sua mercadoria no valor que mais lhe convier. Para quem gosta de comprar frutas frescas para comer durante o caminho, vale uma parada pra se abastecer.



ZAGREB: Mercado Dolac no início do dia

ZAGREB: Mercado Dolac no início do dia

ZAGREB: Mercado Dolac no início do dia

ZAGREB: Mercado Dolac no final da tarde


  • Rua Tkalciceva: de pedestre e cheia de cafés, restaurantes e lojas de conveniência. Alguns estabelecimentos se destacam criando ambientes mais convidativos do que outros. Essa rua é bem extensa e termina perto do shopping, o Svijet Medija onde estacionei o carro;

ZAGREB: RUA TKALCICEVA 

ZAGREB: RUA TKALCICEVA 

ZAGREB: RUA TKALCICEVA 

  • Rua Radiceva: paralela à Tkalciceva e caminho para a praça de São Marcos. Ela é um pouco íngreme, conhecida como a rua das galerias, joalherias e as construções que remetem ao antigo império austro-húngaro;

ZAGREB: RUA RADICEVA

ZAGREB: RUA RADICEVA

ZAGREB: RUA RADICEVA

ZAGREB: RUA RADICEVA


  • Capela na esquina de uma rua: bem pitoresca, ela se encontra no caminho para a praça São Marcos;

ZAGREB

  • Igreja de São Marcos: ela é gótica e com telhado pintado com os brasões da Croácia à esquerda e de Zagreb, à direita. Ela foi construída no século XIII. Os arcos góticos e o santuário foram construídos na segunda metade do século XIV. Vocês também podem chegar até a praça São Marcos pela cidade baixa através do funicular;

ZAGREB: Igreja de São Marcos

ZAGREB: Igreja de São Marcos
ZAGREB: Igreja de São Marcos

ZAGREB: Igreja de São Marcos

  • Os edifícios que rodeiam a praça de São Marcos são o Parlamento, o Governo e o Tribunal Constitucional. Não tirei fotos porque havia muitos seguranças;
  • Torre Lotrscak: é a principal torre da cidade e fica na saída do funicular. Perto encontra-se uma rua de descida com mesas para lanches e do outro lado, uma pátio amplo para apreciar a cidade e as torres da catedral;

ZAGREB: Torre Lotrscak
ZAGREB: ao lado da Torre.

ZAGREB: mirante.


  • A igreja de Santa Catarina: uma igreja barroca, construída no século XVII;

ZAGREB: Igreja Santa Catarina.

  • A igreja greco-católica dos Santos Cirilo e Metódio: foi construída em 1880 no estilo neo-bizantino;

ZAGREB: Igreja Greco-Católica.



ZAGREB: Ópera Nacional (figura da web)

Seguiremos viagem para Ljubljana, Eslovênia!

Seguem links de outros passeios pela Croácia:




Nenhum comentário

Obrigada por sua mensagem!