PINTEREST

O que fazer na cidade do Porto: de A à Z?!


Muitos brasileiros já foram a Portugal devido à sua descendência portuguesa e voltam maravilhados com tanta beleza projetada em cada região do país. Eu conheci Portugal junto com a minha família e você?!

Vai esperar até quando para conhecer esse lindo país e se encantar por cada cantinho especial?!

Tenho algumas dicas preciosas para você aproveitar bem o seu tempo em Lisboa e arredores. Confiram aqui embaixo.

1- 8 ideias de bate e volta a partir de Lisboa
2- Lisboa, roteiro básico com 25 dicas imperdíveis
3- Castelo de São Jorge



Nesse post "o que fazer no Porto: de A a Z?!", eu falarei sobre a encantadora cidade do Porto! Uma pérola que está sendo desvendada a cada dia pelos turistas.


Acompanhem as dicas pelo Instagram também (@ninja_loira)





Onde se hospedar no Porto?


O que fazer no Porto?

Se vocês gostarem da lista abaixo, com lugares super bacanas para visitar no Porto, COMPARTILHEM com os amigos:

1- Antes de mais nada, preciso informar que a região central da cidade do Porto tem conexão direta com a Vila Nova de Gaia, através das pontes do rio Douro. Se vocês tiverem interesse em VISITAR e EXPERIMENTAR os vinhos do Porto, precisam conhecer as CAVES na Vila Nova de Gaia.

Há muitas caves concentradas na beira do rio Douro e outras, escondidas nas ruelas acima. Essas últimas, como a cave Taylor’s (que eu fui e amei), oferece um pacote com visita e degustação de vinho.



Dica de ouro: almoçar no restaurante da cave Taylor’s. Além de servirem uma comida deliciosa, o ambiente é agradável, sofisticado e com uma vista fantástica da cidade do Porto.



Há outras caves famosas como Sandeman, Vasconcellos, Cálem, Offley e Porto Ferreira.




Centro histórico do Porto:

2- Rua Santa Catarina: 

Ela foi a minha primeira referência no Porto, pois foi onde fiquei hospedada. É uma das principais ruas comerciais da cidade e o acesso de carro é bem complicado. Sugiro que não aluguem carro quando estiverem pela cidade ou, deixem ele parado (foi o que eu fiz).

3- Café Majestic: 

O ponto de encontro de escritores e artistas na década de 20, considerada o esplendor da Belle Époque. Não precisa nem dizer que há um pequeno tesouro esculpido nas paredes, com madeiras, espelhos, além das escadas e balaústres destacando a arquitetura de época.



Dica: tomar um café da tarde, chocolate quente ou vinho do Porto com pastéis de Belém ou rabanadas.



4- Capela das Almas ou de Santa Catarina:

Ela está localizada na rua Santa Catarina com a rua Fernandes Tomás. Impossível não notá-la, pois é toda revestida por azulejos portugueses azuis e brancos que datam de 1929, com exposição da vida de São Francisco de Assis e Santa Catarina.

foto para ilustração - Google

5- Mercado do Bolhão: 

É como se fosse uma feira livre com frutas, peixes, verduras e artesanato local. Melhor horário para andar é na parte da manhã, mas precisa de uma reforma. O mercado público da cidade para que você possa entender um pouco o cotidiano dos cidadãos locais.

Atenção: Não crie expectativas de encontrar um mercado todo remodelado, pois a estrutura necessita de cuidados.

6- Avenida dos Aliados: 

É a principal avenida no centro da cidade. Há duas praças importantes: a da Liberdade e a do General Humberto Delgado.



Ela já foi uma referência financeira no país, pois abrigava sede de companhias financeiras. Após a mudança das sedes para a capital do país, Lisboa, o comércio local se rendeu completamente para os encantos venda do turismo e venda do vinho do Porto.



Felizmente, eles mantiveram as edificações de época, que possuem uma riqueza de detalhes em suas fachadas. Algumas se destacam, como o prédio da Câmara Municipal (a Prefeitura), o Palácio das Cardosas (antigo convento e hoje, hotel Intercontinental), o prédio do Banco de Portugal, o dos Correios, do Mcdonald's e a Estátua de Dom Pedro I ou IV ( para os portugueses).



Os ônibus de turismo de dois andares possuem ponto final na avenida dos Aliados.

Curiosidade: um lugar democrático e cultural, que recebe desde manifestações culturais como as famosas festas de São João até a missa do Papa.

7- Rua das Flores: 

É uma rua estratégica entre a avenida dos Aliados até o Cais da Ribeira. Uma rua descolada, com muitas lojinhas, hotéis e restaurantes. Há dois anos atrás ela foi restaurada.

Curiosidade: a rua foi construída na época do reino de Dom Manuel, em 1525. Chamou-se devido às flores que vinham das hortas do bispo.

8- O Cais da Ribeira: 

Ele está localizado na beira do Rio D’Ouro, a região foi tombada como Patrimônio da Humanidade pela Unesco devido à conservação das edificações de um dos lugares mais antigos da cidade. É o ponto de encontro de todos que gostam de apreciar o agito na companhia de um bom vinho do Porto e aperitivos portugueses. Há, também, muitas barracas de artesanato no local.


foto para ilustração - Google

Dica: local recheado de bares e restaurantes, por isso, uma ótima pedida para assistir o pôr do sol na beira do rio Douro.

9- Passeio de barco no Rio Douro: 

O passeio que é o mais corriqueiro pelos turistas é o “Cruzeiro das Seis Pontes”. Os barcos passam embaixo das pontes D Luís I, do Infante, Dona Maria Pia, de São João e do Freixo.


foto para ilustração - Google

Dica: você também pode contratar passeio por um período maior nos famosos barcos Rabelo, que levam os turistas até os vinhedos que ficam na encosta. Um passeio que dura por volta de 2 horas, proporcionando até banho no rio (em local seguro).

10- Atravessar a ponte D Luís I até a Vila Nova de Gaia: 

Como eu tinha pouco tempo na cidade, atravessei de ônibus. Mas se você já conhece a cidade e gostaria de passear com mais tranquilidade, sugiro que faça a pé.

Dica: pegue a parte alta da ponte para atravessar até Gaia, pois chegando do outro lado, você poderá ter acesso fácil ao Mosteiro da Serra do Pilar.

11- Mosteiro da Serra do Pilar: 

Ele já foi quartel e hoje, ponto estratégico para admirar o Porto do alto. Caso não queria descer a pé, você pode pegar o teleférico no Jardim do Morro até o Cais de Gaia.



Dica: deixe a bateria do celular e máquina fotográfica carregada, pois a vista é incrível!

12- Estação de Trem São Bento: 

O ponto alto é o hall de entrada no prédio histórico, um lindo painel de azulejos, do pintor Jorge Colaço, retratando a história do Porto no período medieval.



13- A Catedral da Sé do Porto: 

Ela está localizada na parte alta e ao lado das muralhas, que protegeram a cidade, ela é considerada uma das primeiras edificações datada do século XIII. A arquitetura gótica impera nas colunas do Claustro e a barroca, no exterior, em sua fachada.



Curiosidade: a coluna na praça da Catedral da Sé era usada para enforcar os criminosos.



14- Praça de Gomes Teixeira ou Praça dos Leões (devido a Fonte dos Leões): 

Anteriormente, ela já foi batizada como Praça dos Voluntários da Rainha e depois, Praça da Universidade.

Dica: próxima à universidade, igreja do Carmos e Carmelitas, livraria Lello e Torre dos Clérigos.

Hoje, você encontra um grande estacionamento subterrâneo, no tamanho dos perímetros da praça. O lugar agradável e relaxante, fugindo da confusão cotidiana do centro.

15- A Igreja do Carmo e dos Carmelitas:

Ela está localizada bem próximo a Torre dos Clérigos, possui destaque por sua arquitetura barroco rococó, com a lateral coberta por azulejos portugueses azuis/brancos e seu interior devorada por talhas douradas e pinturas a óleo.

foto para ilustração - Google

Curiosidade: ela é geminada com a igreja dos Carmelitas Descalços.

16-Livraria Lello e Irmão: 

Ela ficou famosa e não foi à toa. O trabalho na madeira em seu interior é digno de muitos elogios, como a sua escada vermelha “Flor Exótica”, inspirando alguns cenários de Harry Potter.


foto para ilustração - Google

Dica: para quem tem pouco tempo na cidade, talvez não seja a melhor opção, no primeiro momento. Há filas e a entrada é paga.

17- A Torre dos Clérigos com os seus 240 degraus: 

O conjunto é formado pela Torre, Igreja e a Casa da Irmandade regida por uma arquitetura barroca. Mas é a torre que possui o seu talento de encantar o visitante com os seus 240 degraus que o leva para um mirante impressionante numa perspectiva 360 graus da cidade do Porto.



Curiosidade: a Irmandade teve uma função nobre no decorrer do tempo, pois era uma associação de fiéis com o objetivo de prestar assistência ao clero.

18- Universidade do Porto: 

É a segunda maior cidade portuguesa, perdendo somente para Lisboa por número de estudantes inscritos. Tudo começou através da Academia Real da Marinha e Comércio do Porto, criada em 1803 pelo príncipe regente Dom João VI. Em 1911, foi inaugurada a Universidade do Porto cujo primeiro reitor foi o matemático Gomes Teixeira.


foto para ilustração - Google
Dica: para quem gosta da vibe universitária, o Café Piolho é um dos bares frequentados pelos universitário da região.

19- Passeio das Virtudes: 

É um calçadão com bares e restaurantes, lembra o bairro da Urca, no Rio de Janeiro, com uma mureta para apreciar a vista. O ambiente é jovial, mas sereno, ponto de encontro dos artistas e boêmios.


foto para ilustração - Google

Dica: um dos melhor locais para assistir o pôr do sol na cidade do Porto.

20- Show de Fado: 

O Fado foi considerado Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco em 2011. Assistir o show de Fado no Porto é o mesmo que assistir um show de samba no Rio de Janeiro, Brasil, Flamenco na Andaluzia, Espanha, ou Tango na Argentina.


foto para ilustração - Google

Dica: as casas mais conhecidas são restaurantes que vendem pacotes de jantar + show, como o restaurante O Fado e a Casa da Mariquinhas.

21- O Centro Português de Fotografia: 

Ele está localizado no Largo do Amor de Perdição, foi instalado na antiga prisão da cidade, a Cadeia da Relação. A visita é rápida, podendo visitar as celas, apreciar as exposições temporárias e permanente como as máquinas fotográficas antigas.

22- Jardim Palácio de Cristal: 

Um local agradável, o jardim é bem cuidado, no estilo romântico e possui vários elementos encantadores, como: diversas plantas, fonte , um lago, além de pavões e patos. Já o palácio, que foi inaugurado pelo rei Dom Luís em 1861, foi planejado para a Exposição Internacional do Porto e atendeu a várias outras manifestações culturais. Hoje, você encontrará no lugar dele o Pavilhão Rosa Mota, que foi projetado para promover eventos esportivos na cidade.


foto para ilustração - Google

23- Mercado Bom Sucesso: 

Ele virou um ponto gastronômico no centro do Porto. Há diversos tipos de comidas, para todos os bolsos e ocasiões.

24- Praça Jardim do Infante Dom Henrique: 

É uma parada obrigatória para passear com tranquilidade. Um ponto onde se encontra o Palácio da Bolsa, a igreja de São Francisco, vista para o rio Douro e elétrico para chegar até a FOZ. O jardim é bem cuidado e rende fotos bonitas.



Curiosidade: o jardim fazia parte do Convento de São Domingos. Com a vitória do Liberalismo e aberturas de novas ruas, o terreno foi adquirido pela Associação Comercial do Porto com o objetivo de urbanizar. A estátua do Infante Dom Henrique, que se dedicou as navegações e conquistas portuguesas, foi fundida em Paris e inaugurada em 1900.


25- Palácio da Bolsa: 

Possui visita guiada, pertence a Associação Comercial do Porto. Durante a visita você perceberá que era o ponto de encontro dos comerciantes para negociar os seus produtos e estabelecer regras de boa vizinhança. O palácio é dividido por ambientes e cada um deles, com uma decoração específica. Vale a pena admirar os detalhes da Sala Árabe, divina!



26- Igreja de São Francisco: 

A construção foi iniciada em 1245 pelos frades franciscanos. Há uma mistura do estilo romantismo, com o gótico e o barroco devido à um incêndio que provocou a sua reconstrução.

Dica: com o mesmo ingresso, você pode visitar o museu e as catacumbas.

Atenção: não é permitido fotografar em seu interior devido à riqueza em suas paredes. As três naves da igreja são revestidas com pó de ouro.

27- Mosteiro de São Bento da Vitória:  

Ele servia aos monges beneditinos. A sua obra demorou um século para finalizar e durante a Guerra Peninsular, foi ocupado por tropas francesas e depois portuguesas, que transformaram o lugar num hospital militar.

28- Como chegar na Foz do Douro? 

Um belo encontro do rio Douro com o oceano Atlântico. Você pode pegar o Elétrico 1, na rua do Infante D Henrique, em frente à Igreja de São Francisco até o Passeio Alegre ou pegar o ônibus 500, na Praça da Liberdade.


foto para ilustração - Google

29- Museu do Vinho: 

Não atinge as expectativas do visitante, por não apresentar muitos objetos sobre a trajetória do vinho do Porto. Mas o ambiente é acolhedor e possui informações sobre o transporte e comércio do vinho.

30- Galerias de Arte: 

Para quem gosta desse tipo de turismo, vale a pena conferir o Quarteirão das Artes, na rua Miguel Bombarda, entre o Jardim do Palácio de Cristal e a baixa.

31- Teatro Nacional de São João: 

Ele foi construído nos moldes do teatro de São Carlos, em Lisboa, lembrando composições dos teatros italianos, que eram referência no século XVIII.

Uma fatalidade fez com que um incêndio destruísse por completo o teatro de São João, que foi reconstruído e inaugurada em 1920.


foto para ilustração - Google
Dica: assistir uma peça de teatro ou ópera.

32- Casa da Música: 

Ela está localizada na avenida da Boavista, foi projetada pelo arquiteto holandês Rem Koolhaas. O objetivo era que ela fizesse parte do evento Porto Capital Europeia da Cultura, de 2001. Mas ela só ficou pronta em 2005, tornando-se um ícone arquitetônico da cidade.

Dica: há visita guiada, shows, como os da Orquestra Filarmônica do Porto e  os concertos em geral.

33- Fundação de Serralves e seus jardins:

Contempla um museu de arte contemporânea, uma biblioteca, um restaurante, jardins e uma linda casa no estilo Art Déco.


foto para ilustração - Google
O jardim acolhedor, sendo espaço ideal para passeios em família. Ele é grande e bem cuidado. Paga-se para entrar.

34- Estádio do Dragão: 

O estádio de futebol do Porto e casa oficial do Futebol Clube do Porto. Ele foi construído para substituir o Estádio das Antas e inaugurado em 2003. Além de eventos esportivos, também foi utilizado para concertos musicais.


foto para ilustração - Google

35- Festa de São João: 

Tudo começou como uma festa popular para celebrar as abundantes colheitas dessa época do ano (Junho) e aos poucos, a igreja católica batizou o evento tornando São João como padroeiro.


foto para ilustração - Google
Dica: a festa mais conhecida é a da avenida dos Aliados até o Cais da Ribeira. Mas há arraias por todos os cantos da cidade. Fique de olho na data 24/06. Se estiver com viagem marcada, dê uma passadinha no Porto para curtir essa alegria com os nativos.

Onde ficam as baladas noturnas na cidade do Porto?

As mais famosas e que sempre estão cheias de jovens bonitos são a de Matosinhos e Galerias de Paris.


foto para ilustração - Google

Matosinhos é uma região famosa pelos restaurantes de fruto do mar e balada a noite e a rua Galerias de Paris, e arredores, como a rua de Cândido dos Reis, a rua de Santa Teresa e a rua Conde de Vizela também ficam cheias de jovens.

O que comer na cidade do Porto?

À gastronomia portuguesa é famosa mundialmente, mas há algumas iguarias que valem a pena experimentar no Porto, como:

# Quitutes nas pastelarias e padarias;
# Pastel de nata;
# Francesinha de carne;
# Sardinha assada;
# Bacalhau e frutos do mar;
# A cerveja portuguesa Sagres.

Onde comprar na cidade do Porto?

As lojas da rua Santa Catarina são muitos boas, com marcas internacionais e populares. Quando eu estive no Porto, a rua era de pedestre, então, eu deixava o carro estacionado numa garagem privada próxima de minha hospedagem. (Se estiver interessada na localização da garagem, pode pedir nos comentários que eu envio).


foto para ilustração - Google

De todos os lugares que já fui, o melhor preço da Swarovski foi na loja da rua Santa Catarina. Inclusive, mais barato do que na loja de Viena! Pasmem! A marca é austríaca!

Você se perde nas lojas de roupas, como: Zara, MNG, Stradivarius, Bershka, entre outras. Se você gosta de fazer umas comprinhas na Europa, sugiro que reserve meio dia para circular pelas lojas.

Há outros pontos interessantes pela cidade como o Mercadinho dos Clérigos, que acontece aos sábados. Você verá outro tipo de produtos, como antiguidades, artesanato local e lembrancinhas do Porto.

Entre a Praça da Liberdade e o Cais da Ribeira, você também encontrará muitas lojinhas vendendo produtos típicos da região.
Aprenda a planejar a sua viagem e não esqueça de alguns detalhes fundamentais, como:


1- O Seguro Viagem: hoje em dia, não tem como viajar para o exterior sem o seguro viagem. Há diversos no mercado, por isso, eu sempre pesquiso pelo Seguros Promo

Você preenche o destino e a data da viagem e ele faz uma busca com as seguradoras do país,  informando o melhor preço. 

 

2- O aluguel do carro: outro item que a gente faz perder um tempão pesquisando. Hoje, eu faço a minha pesquisa através da Rent Cars, um site que compara aluguel de carro em mais de 100 locadoras do mundo. 

Sem contar que pode pagar em Real, evitando o pagamento do IOF.










2 comentários:

  1. Olá Dani,
    Eu moro no Porto, se precisar de alguma coisa é só dizer.
    Abraço e boas viagens.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Filipe, tudo bom?
      Amei o Porto e tenho muita vontade de voltar. Fico feliz em saber que um morador da cidade se interessou por minha matéria. Muito obrigada por oferecer ajuda. Se você tiver interesse em escrever mais sobre a cidade, pode me enviar um email. :-)

      Excluir

Obrigada por sua mensagem!