ECONOMIZE NAS LOJAS AMERICANAS

LOJAS AMERICANAS

ERFURT: cidade medieval na Alemanha!



A Karine Rosa Sydow (@ka_abroad) já escreveu outros destinos para o blog na Mochila da Ninja e hoje, ela vai nos apresentar um passeio inédito por Erfurt, a graciosa cidade medieval alemã. Vocês conhecem?






Segue abaixo o roteiro da Day Trip que ela fez em Erfurt.

Olá pessoal, eu fui convidada pela Central de Turismo de Erfurt para conhecer a cidade e um pouco de sua história. Vamos comigo nessa trip?

Contatos da Central de Turismo de Erfurt:
Instagram @erfurt_erleben

Nesse post "ERFURT: cidade medieval na Alemanha!" falarei da minha DAY TRIP em ERFURT.

Eu peguei o trem em Berlim às 7h e 37min. O trajeto durou 1h e 40 min e a viagem foi tranquila e gostosa, apreciando a paisagem, afinal, viajar de trem pela Europa é bom demais!

Já ouviram falar em Erfurt?

Erfurt é a capital do Estado da Turíngia, a região central do país, conhecida como coração verde devido a floresta.

Ela é uma linda cidade medieval alemã, conhecida pela cidade das torres, por abrigar muitas igrejas. Você é bem recebido pelo povo local, que é solícito e hospitaleiro.




Sabe aquela cidade grande que remete uma cidade de interior? Eu fiquei encantada com as casas em estilo enxaimel, com muitos detalhes da cultura alemã medieval, por onde eu andava.

Onde fica Erfurt?

Erfurt fica localizada (aproximadamente) 247 quilômetros de Berlim. O melhor percurso é pegando o trem, pois, de carro, você levará (aproximadamente) de 3h a 4h de viagem.



Como chegar em Erfurt?

Eu comprei a minha passagem de trem pela empresa DB – DeutscheBahn. Se você comprar o ticket com antecedência, pode encontrar ótimos preços, como 30 euros ida volta (podendo o preço mudar de acordo com período da viagem)


PERCURSO DE TREM

Você também pode ir de ônibus, pois as passagens são mais baratas, em torno de 15 euros ida volta, mas pode levar até 5 horas para chegar no destino.


PERCURSO DE CARRO
O que fazer em Erfurt?
No período da manhã, eu conheci algumas construções imponentes, como:

1-Krämerbrucke (Merchants` Bridge)

A ponte Medieval mais longa da Europa com casas habitadas e, que agora, elas se transformaram em cafés, lojas, galerias de arte e boutiques. Para quem já foi a Florença, na Itália, terá uma ideia do que eu estou falando, quando foi a Ponte Vecchio.



Pode dizer que essa ponte é uma guerreira: foi mencionada no ano de 1100 por artigos, passou por mais de 6 incêndios e reconstruída em 1325. Ela é parada obrigatória para lindos registros e ponto de encontro para quem gosta de desbravar o comércio local.



2-Fischmarkt

Pertinho da ponte Krämerbrucke, a praça Fischmarkt já foi o point social na Idade Média. A primeira prefeitura da cidade foi construída ali, em 1875.

3-Domplatz & Catedral de Erfurt

A catedral Mariendom e a Igreja Severikirche, um conjunto arquitetônico de imensa beleza, obra-prima do estilo gótico alemão. Os sons de "Gloriosa", o maior sino medieval de livre oscilação no mundo, pode ser ouvido a distância.



Quando cheguei, o lugar estava vazio, algo surreal de acontecer na Europa nos tempos de hoje. Creio que a combinação da baixa temporada na Europa, somando com o frio fizeram esse efeito. Foi incrível ter o meu momento ali sozinha para apreciar aquela beleza. Apesar do frio, o Sol estava raiando, deixando tudo ainda vivo e com mais brilho.



Qual é a melhor época para conhecer a Alemanha?

Sempre me perguntam qual é a melhor época para conhecer a Alemanha. Nós temos um inverno bem rigoroso, de novembro a março, que faz bastante frio. Portanto, essa época acaba sendo a da baixa temporada e o ponto positivo é que a viagem pode sair mais barata e os lugares maravilhosos estão vazios. Na época do Natal, acaba ficando um pouco mais caro, devido a decoração e feiras natalinas.

Como se preparar para o frio?

Por experiência própria, eu uso várias camadas de roupa. Sendo uma blusa de algodão, uma camisa térmica, uma blusa de lã ou flee, cachecol e um casaco de boa qualidade. O importante é manter as extremidades quentinhas, portanto não pode esquecer de usar as luvas e gorro.  Uso também a meia calça e calça térmica. Uma boa meia de lã ou meia térmica e um calçado próprio para o inverno farão que você tenha uma viagem tranquila .



Eu sou fã da meia estação: primavera e outono, pois, são épocas lindas para viajar, cada uma com o seu encanto. É claro, o clima está bom (nem muito quente, nem muito frio), aquele clima gostoso, ideal para passear e voltar bem tarde para o hotel.

A alta temporada é de julho a setembro, quando todas as escolas entram em férias, assim, as famílias aproveitam essa época para viajar. Por isso, os lugares além de aumentar o preço da acomodação, ficam bem lotados.

4- Zitadellle Petersberg

Esse forte foi construído entre 1664 e 1707, um ótimo local para conhecer a cidade de cima. Há passeios pelas passagens subterrâneas, mas acabei indo no dia que não havia programação. Um ótimo motivo para voltar!



5- Lange Brucke

A Lange Brucke é uma ponte pequena, projetada numa região encantadora da cidade, com prédios no estilo renascentistas. Os casais apaixonadas, que visitam a ponte, deixam o seu cadeado do amor com promessa do amor eterno.



Onde almoçar em Erfurt?

Fiz a pausa para o almoço em um restaurante típico, afinal a Salsinha de Erfurt é super famosa e eu não poderia deixar de experimentá-la.

O Restaurante chama ‘Zum Güldenen Rade’ e fica localizado na Marktstr 50, fácil de achar, pois está cadastrado nos principais guias de culinária da cidade.




Eu pedi o famoso prato com Bratwurst, Pommes e Sauerkraut, traduzindo seria a linguiça acompanhada de batatas e chucrutes. Para beber, peguei um belo chopp alemão (Kostritzer Keller bier). Eu curto muito a culinária alemã, já moro em Berlim há um tempo e recomendo essa iguaria, com certeza. Gostei também do atendimento cordial de todos.

Você sabe por quê a salsicha de Erfurt é tão famosa?

A salsicha é suína, bem temperada e grelhada. Ela é protegida por leis da União Europeia, como se fosse um Patrimônio Cultural. Para ela seja reconhecida, necessita ter mais de 50% dos ingredientes da Região de Turingia.

Depois dessa pausa saborosa, meu foco foi conhecer os museus.

6- Old Synagogue

Uma das Sinagogas mais antigas da Europa. Agora expõe a história da comunidade judia de Erfurt, desde a Idade Média. Sugiro que peguem o audio guide nessa exposição, pois ele deixar o tour mais rico de informações.



7- AugustinerKloster

O Monastério de Santo Agostinho foi a residência de Martinho Lutero de 1505 a 1511. Foi ali que ele se dedicou a religião, virou monge e fez o seu primeiro discurso contra o catolicismo, em 1521. Fiquei emocionada em ver os livros, que ele estudou e escreveu, onde ele morou por alguns anos, parece tudo tão surreal.



8- Angermuseum

Primeiro Museu municipal da cidade, aberto em 1886. Hoje, ele expõe artes medievais, jóias, porcelanas e móveis de época. Também oferece exposições temporárias.



Como fazer esse tour em Erfurt?

Eu usei o meu Erfurt Travel Card em todas as atrações que mencionei acima. Hoje em dia, é uma forma prática de fazer turismo pela Europa e de forma econômica. Você pode comprar via online ou adquiri-lo no primeiro dia da viagem, nos pontos de vendas.






LEMBRANDO que o transporte público local aceita o Erfurt Travel Card, podendo circular pela cidade sem pagar mais nada por isso.

Você precisa experimentar em Erfurt:

Além da cerveja alemã, a Bratwurst, você precisa experimentar o chocolate mais delicioso da região, o Goldhelm Schocolade. Ele pode ser achado em alguns lugares, mas indico a lojinha da ponte medieval.



I would like to thank the Erfurt Tourismus Office for this amazing opportunity. In this moment, my tour has been published in blog Na Mochila da Ninja to show the Brazilian families how beautiful Erfurt is. It was a lovely surprise and, a part of my heart is in Erfurt now.



Aprenda a planejar a sua viagem e não esqueça de alguns detalhes fundamentais, como:

1- O Seguro Viagem: hoje em dia, não tem como viajar para o exterior sem o seguro viagem. Há diversos no mercado, por isso, eu sempre pesquiso pelo Seguros Promo

Você preenche o destino e a data da viagem e ele faz uma busca com as seguradoras do país,  informando o melhor preço. 

 

2- O aluguel do carro: outro item que a gente faz perder um tempão pesquisando. Hoje, eu faço a minha pesquisa através da Rent Cars, um site que compara aluguel de carro em mais de 100 locadoras do mundo. 

Sem contar que pode pagar em Real, evitando o pagamento do IOF.






Nenhum comentário

Obrigada por sua mensagem!