PINTEREST

Carteira de Habilitação Internacional


Muitos leitores me perguntam se há necessidade de emitir o PID, a famosa Permissão Internacional para Dirigir. E a minha resposta sempre é a mesma: SIM! Mesmo que vocês leiam que alguns países participantes da Convenção de Viena permitem que a carteira de habilitação brasileira seja aceita até 180 dias no exterior. 

Vamos lá! Nesse post "Carteira de Habilitação Internacional" nós vamos organizar essa ideia para que não haja dúvidas sobre a emissão da PID. 



Primeiro de tudo, vocês precisam ter certeza que a melhor Logística da viagem é alugar um carro. Em alguns lugares, como a Suíça, a melhor opção para mim foi viajar de trem, devido ao limite de velocidade nas estradas e estresse para estacionar o carro, já que muitos hotéis não oferecem vagas.

Se o carro será a sua melhor opção, então vamos verificar alguns detalhes extras para o aluguel dele em seu destino:





1- a sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) precisa estar válida, com pelo menos 180 dias (6 meses) antes da data de expiração. Isso se aplica também para o passaporte brasileiro. Se o prazo estiver expirando, já sugiro que renovem ambos os documentos antes de mais nada.

2- Para você dirigir no exterior, precisa levar também a Permissão Internacional de Direção (PID). Esse documento permite que você dirija em todos os países que fazem parte da Convenção de Viena ou que possuem o Princípio da Reciprocidade com o Brasil. 

3- E sobre o prazo de validade da CNH no exterior?! 

A CNH é essencial para a retirada de qualquer veículo em uma locadora no exterior e possui um prazo de validade de 180 dias, contando da data de entrada no país. Mas ela não substitui a PID. 

4- Qual é a diferença entre a CNH e a PID no exterior? 

A CNH é o seu documento oficial dentro do Brasil, que você recebe do governo brasileiro após provar que está apto para dirigir, com os campos todos escritos em português.

A PID é a permissão para dirigir nos países que fazem parte da Convenção de Viena e um espelho da sua CNH, impressa com a mesma validade e traduzida em sete idiomas: inglês, português, francês, espanhol, alemão, árabe e russo.

Mesmo que digam para vocês que só precisam portar a CNH, pois o prazo dela é de 180 dias no exterior, sugiro que levem as duas. Por quê? 

Já fui parada na estrada: Itália, Áustria, Alemanha e Portugal e o documento que o POLICIAL RODOVIÁRIO pede para verificar se você está apto para dirigir é a PID. Na maioria das vezes, por questões óbvias, pois eles não sabem falar português para entender o que está escrito na CNH. 

Em resumo, eu posso dizer que a CNH é fundamental para a retirada do carro na locadora de veículos e a PID, para mostrar para alguma autoridade rodoviária. 

5- O que acontece se você não tiver a Carteira de Habilitação Internacional

Eu sempre andei com a PID, em todas as minhas viagens, então, não saberia dizer qual seria o próximo passo do policial rodoviário. Acredito que ele possa multá-lo ou até mesmo, prender o carro (como acontece no Brasil) até que você regularize a documentação. 

6- Como solicitar a Carteira de Habilitação Internacional

Pelo portal do DETRAN de seu Estado, vai abrir um campo para a emissão do Duda (taxa de serviço para emissão do documento) e após o pagamento da taxa, você agenda uma data para entregar os documentos no DETRAN, informando o CPF, número do Duda pago, telefone, e-mail, número do registro de habilitação e a categoria. 

7- Quais documentos necessários para apresentar ao DETRAN? 

  • Original e cópia da carteira de identidade
  • Original e cópia da carteira nacional de habilitação 
  • Original e cópia do comprovante de pagamento do Duda
  • Original e cópia do passaporte (somente se houver necessidade, se o país de destino exigir essa informação extra na PID) 
Verifiquem as atualizações desse campo no Detran de sua cidade. 

Atenção: importante ressaltar de que se a sua Carteira de Habilitação Nacional (CNH) estiver suspensa, cassada ou com algum impedimento administrativo/judicial, não conseguirá emitir a internacional. 



Aprenda a planejar a sua viagem e não esqueça de alguns detalhes fundamentais, como:

1- O Seguro Viagem: hoje em dia, não tem como viajar para o exterior sem o seguro viagem. Há diversos no mercado, por isso, eu sempre pesquiso pelo Seguros Promo

Você preenche o destino e a data da viagem e ele faz uma busca com as seguradoras do país,  informando o melhor preço. 

 


2- O aluguel do carro: outro item que a gente faz perder um tempão pesquisando. Hoje, eu faço a minha pesquisa através da Rent Cars, um site que compara aluguel de carro em mais de 100 locadoras do mundo. 

Sem contar que pode pagar em Real, evitando o pagamento do IOF.












Um comentário:

  1. Estou terminando uma viagem pela Itália. Aluguei um carro após 4 dias de estadia em Roma para fazer um roteiro pela Costa Amalfitana e pela Toscana. Não havia feito a carteira internacional de habilitação no Brasil. Qual foi minha surpresa, o atendente da agência da Budget na estação ferroviária de Roma foi categórico e exigiu sim essa carteira, pois é lei européia. Foi o maior perrengue, tive que implorar para a gerente-chefe e, depois de muito choro, conseguimos efetivar o aluguel, mas obrigaram que eu fizesse o seguro total do carro. Portanto, não esqueçam de fazer a carteira internacional antes de viajar para a Europa.

    ResponderExcluir

Obrigada por sua mensagem!