PINTEREST

Estrasburgo: a capital da Alsácia!


Nesse post “Estrasburgo, a capital da Alsácia!”, eu falarei como chegar e o que fazer na principal porta de entrada dessa linda região francesa.

Estrasburgo foi criada no ano 12 a.c e dominada por alguns impérios de poder e respeito, como o Romano, passando pelo Romano-Germânico, até ser anexada à França em 1681.



Mas em 1871, o império alemão dominou, transformando a cidade na vitrine da cultura alemã, com o objetivo de atrair atenções do mundo e à França a superioridade da cultura alemã.

A cidade só voltou para as mãos francesas após a Primeira Guerra Mundial, em 1919, pelo Tratado de Versalhes, mas tornou-se novamente parte da Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial, de 1940 a 1945, voltando para a França no final da guerra.



Você pode perceber, nitidamente, a arquitetura alemã imperando em boa parte da cidade antiga. As famosas edificações ao estilo enxaimel, aquelas tiras de madeiras que enfeitam a parte frontal da casa.

Como chegar?

De avião: há um aeroporto há 10 km da cidade, então, caso seja o seu interesse em otimizar tempo com a logística, poderá ir via aérea.

De trem: o transporte público francês funciona bem e é mais em conta do que na Suíça e na Alemanha. Se a sua programação for viajar de trem pela França, não esqueça de incluir Estrasburgo.

De carro: é a opção que demora mais para chegar ao destino distante, mas em compensação, te oferece flexibilidade de paradas e rotas. Só não esqueça de se programar para devolvê-lo no mesmo lugar que pegou, ou, pelo menos, dentro do mesmo país de retirada, pois a entrega em outro país, implica em pagar muito mais.

Eu fui de carro, pois já estava batendo perna na Europa. Fui de trem de Amsterdam até Dusseldorf, na Alemanha, e depois, desci até Estrasburgo de carro. Como eu tinha um compromisso familiar na Alemanha e ficaria mais tempo no país, o aluguel foi numa cidade alemã.



Caso você não tenha interesse em passear pela Alemanha, a estratégia é alugar o carro na França, ou no país que você terá mais benefícios logísticos.

A estrada é boa e assim que entra na França, as vias rodoviárias passam perto do Parque Natural de Vogues do Norte, onde a paisagem fica bem mais agradável.


Onde se hospedar em Estrasburgo?

Sugiro que fique na zona central da cidade para que você possa visitar as atrações a pé. Muitas delas ficam concentradas numa única região, a cidade antiga. Então, andar pelas ruas acaba sendo um programa bem agradável, sem contar, que pode admirar o comércio com mais calma.

Sugestões de hospedagem em Estrasburgo:


Como estacionar o carro no centro de Estrasburgo?

Para estacionar o carro nas ruas do centro, precisa ter sorte, porque o estacionamento público fica lotado muito rápido ou, se você tiver disposto a pagar uma grana de estacionamento privado (em euro), poderá parar nos parkings subterrâneos.


Estacionei uma vez e no final do dia

O que fazer em Estrasburgo?

A cidade me surpreendeu! Antes da minha visita, algumas pessoas falaram que era uma cidade grande como outra qualquer.. Oi?! Ainda bem que eu não dei ouvidos para essa conversa. 

A cidade tem as suas características de cidade grande, mas o foco do turismo está voltado para a cidade antiga, situada na “grande ilha de Estrasburgo”. Popularmente, falam dessa forma, porque a cidade fica margeada pelas águas dos canais, provenientes do Rio Reno.



Antes que eu enumere os lugares mais visitados na cidade, sugiro que verifiquem no site o preço do Strasburg Pass

Eu fiquei 2 dias inteiros na cidade, com o objetivo de entrar em museu, na catedral, ir até a plataforma superior da catedral, fazer o passeio imperdível de barco (Batorama)… e o passe me ajudou a economizar.



Como o Strasburg Pass funciona?

Você compra o passe na Oficina de Turismo de Estrasburgo, que fica localizada em frente a uma das laterais da catedral. E logo em seguida já marca todos os lugares que gostaria de visitar nele.





Se você tiver o Strasburg Pass:

O passeio de barco Batorama é FREE, mas você precisa marcar o horário. A agência Batorama fica ao lado da Oficina de Turismo de Estrasbourgo. Como é um dos passeios concorridos da cidade, seria bom chegar cedo para marcar o seu passeio antes de circular pela cidade.




A entrada do primeiro museu é FREE também. Então vale a pena você escolher o museu por sua importância e valor de entrada. O segundo, terceiro… terão desconto de 50% na entrada.



A plataforma da Catedral e o Relógio Astronômico também possuem entradas FREE.



A Oficina de Turismo desenvolveu um áudio guia para que o turista circule pela cidade por conta própria através das indicações dele. O áudio serve para orientar os turistas e contar sobre a história local. O passe oferece 50% de desconto no áudio guia.

O passe também oferece 50% de desconto no mini trem de turismo e na visita guiada à pé. Em outras atrações, oferece 30% ou menos, como o passeio de Segway ou o velociclo (o tuk tuk de bicicleta), além do Jardim Botânico, museu do chocolate  e muitos outros lugares.




Vamos para as sugestões do que fazer em Estrasburgo:

1- Catedral Notre Dame de Estrasburgo: a sentinela que vigia a cidade! O mais importante monumento da cidade, construída na Idade Média entre os séculos XI e XV e considerada, por muito tempo, o edifício católico mais alto da Europa. Perdendo o seu posto após a construção da catedral de Colônia, na Alemanha.








Você não precisa pagar para entrar, mas caso você queira visitar o Relógio Astronômico ou subir até a Plataforma da Catedral (último andar), tem que pagar. O Strasburg Pass cobre esse custo.









2- Batorama: o passeio de barco pelo canal. No início, achei que seria uma perda de tempo, mas após o passeio, fiquei impressionada pela quantidade de informação que o áudio guia transmite no decorrer do passeio





O barco passa, literalmente em quase todas as principais atrações da cidade antiga, inclusive, perto da sede do Parlamento Europeu, que fica mais afastado do centro antigo. É simplesmente fantástico!



Para fazer o passeio, você precisa, primeiramente, reservar um horário na agência Batorama, que fica ao lado da Oficina de Turismo de Estrasburgo. Após isso, seguir para o canal e aguardar o seu barco na plataforma indicada no bilhete de reserva.



Dica: no verão, como a temperatura sobe muito e a saída do ar condicionado é encostado na janela, favorece quem senta perto dela.

O Strasburg Pass cobre o custo do passeio de barco Batorama.

3- Museu Histórico de Estrasburgo: ele é fantástico! Se você não tiver muito tempo na cidade, priorize a entrada nele. 



É absolutamente incrível como eles montaram uma exposição permanente seguindo fielmente a linha cronológica dos acontecimentos na cidade. Cada império (romano, romano-germânico e por ultimo francês) estão sendo retratados com detalhes, além das guerras que marcaram séculos da história humana.










O Strasburg Pass cobre o custo da primeira entrada de museu.

4- Palácio Rohan: um dos lugares mais marcantes, com registro da arquitetura francesa do século XVIII. O palácio foi construído entre 1732 e 1742 pelo cardeal Armand Gaston, príncipe bispo de Estrasburgo.



A construção permanece a mesma desde aquela época, sendo que hoje, abriga 3 museus da cidade: o Museu de Belas Artes, desde 1889, o Museu Arqueológico desde 1913 e o Museu de Artes Decorativas, desde 1924.





O Strasburg Pass cobre 50% do custo na segunda entrada de museu.

5- Opera House de Estrasburgo: é a casa da companhia de ópera nacional du Rhin. Ela já foi destruída por um incêndio em 1800 e reconstruída a medida, durante o domínio da França na regiãoProjetada com base no estilo neoclássico e foi finalizada em 1821.




Dica: se tiver mais tempo na cidade, comprar na bilheteria ingresso para assistir um espetáculo.

6- Igreja Protestante St Pierre Le Jeune ou Jovem São Pedro: a igreja tem sido luterana desde 1524. A parte mais antiga dela é a da cripta, que era uma pequena igreja construída no século VII.




 O seu interior é mais simples, mas não menos importante. Há muitos trabalhos na madeira, desde os bancos até arcos nas paredes e tetos.



O curioso fica para a entrada que foi deslocada para o lado, criando um novo portal principal, imitação da entrada norte da fachada da Catedral Notre Dame de Estrasburgo.




7- Praça Gutenberg: localizada bem próxima a Catedral. Ela é constituída por prédios históricos em seu redor, com moradias, restaurantes e lojas. Quando fui, havia um gracioso carrossel animando a criançada e enfeitando o local.



Praça Kleber: principal local de comércio da cidade antiga, com a Galeria Lafayette e outros estabelecimentos ao redor. 



Além da concentração de lojas grandes, um ótimo lugar para tomar um sorvete ou café e assistir a rotina da região. É o local que acontece feiras e manifestações culturais na cidade.




8- Petite France: uma das regiões mais fofas e lindas de Estrasburgo! Uma maravilha  da arquitetura franco germânica, localizada próximo a algumas ramificações do canal principal. 




A mini ponte Du Faisan se move sempre quando os barcos do Batorama passam. Os turistas param para filmar esse acontecimento. Kkk.





Dica: em Dezembro, as feiras de Natal são uma atração à parte e bom lugar para almoçar, por apresentar muitos restaurantes concentrados no local.

9- Barrage Vauban: se tornou um dos mirantes de Estrasburgo, subindo alguns lances de escadas, você terá uma vista única e bonita das Ponts Couverts, Petit France e a Catedral ao fundo.



10- Igreja Luterana de São Tomás: conhecida como a Catedral Protestante da Alsácia, possui estilo gótico na fachada externa. Mozart já tocou no órgão principal da igreja durante a sua passagem por Estrasburgo. 





Quais são as ruas de compras em Estrasburgo?

1-  Rue des Francs Bourgeois / Grand Rue: ela é bem extensa e com muitas lojas para todos os tipos de bolsos. Ela fica próxima à Igreja Luterana e vai até o shopping, ao lado da Praça Kleber.

2- Rue Du Fossé des Tanneurs: ela fica perto da Praça Kleber e com uma boa concentração de lojas e restaurantes.

3- Rue Du Vieux Marche aux Vins: outra rua grande comercial, por onde passam os trans (bondes grandes elétricos), com restaurantes, cinema e lojas.


Aprenda a planejar a sua viagem e não esqueça de alguns detalhes fundamentais, como:

1- O Seguro Viagem: hoje em dia, não tem como viajar para o exterior sem o seguro viagem. Há diversos no mercado, por isso, eu sempre pesquiso pelo Seguros Promo

Você preenche o destino e a data da viagem e ele faz uma busca com as seguradoras do país,  informando o melhor preço. 




2- O aluguel do carro: outro item que a gente faz perder um tempão pesquisando. Hoje, eu faço a minha pesquisa através da Rent Cars, um site que compara aluguel de carro em mais de 100 locadoras do mundo. 

Sem contar que pode pagar em Real, evitando o pagamento do IOF.


24 comentários:

  1. OLha só! Não conhecia essa cidade linda e adorei as dicas!! Adorei principalmente o barco free (achei que custaria uma fortuna rs). A Catedral é muito linda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jaqueline, amei Estrasburgo! Muitos acabam visitando as cidades menores, mas Estrasburgo é a capital da Alsácia e tem muita história para contar. Sobre o passeio de barco, ele não é Free.. ou você compra o bilhete separado ou compra o Strasburg Pass. Eu achei que vale muito a pena comprar o Strasburg Pass devido a economia que se faz.
      Espero que você curta Estarsburgo como eu curti. Bjao

      Excluir
  2. Adorei saber mais sobre essa cidade e sobre as melhores formas pra chegar lá, eu pensaria somente no trem pra falar a verdade, nunca penso em avião pela Europa rs. A dica do pass é realmente muito boa. Pelo visto acho que realmente vale a pena né, se for visitar bastante coisa e fazer o passeio de barco acho que deve ser mais econômico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Liany, a dica do Pass seria ideal para quem tem em sua programação 2 dias em Estrasburgo. Acho até que poderia usá-lo em um dia, mas para isso, precisa ter tudo muito bem programado.

      Excluir
  3. Estou encantada com essas fotos de Estraburgo! Seu blog mostra que há tantas opções de roteiros, além da capitais europeias, que a vontade que dá é visitar um país de cada vez. Lindas as paisagens e a arquitetura dessa região que mistura influências francesas e alemães. Achei excelente o roteiro redondinho para conhecer as principais atrações da cidade e a dica do passe é providencial para economizar. Parabéns por mais um excelente post da Europa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Suzy, muito obrigada! Tento sempre escrever sobre tudo o que um visitante possa ser interessar na cidade. As vezes, tenho dificuldades de encontrar informações antes de viajar e já deixo tudo mastigado para o próximo viajante. Dessa forma, ele não perderá tanto tempo que eu perco nas viagens. :-)

      Excluir
  4. Essas cidades me deixam de boca aberta, fico hipnotizado com esse estilo antigo, rústico e medieval, a catedral notre dame achei que essa foto era uma pintura, esses detalhes são demais, muito legal o museu de Estrasburgo contando cada história das acontecimentos da cidade, isso que eu gosto de uma viagem, você aproveitar cada segundo e conhecer a história e a cultura, a gente observa esse palácio Rohan que voltamos no tempo, post bem completo adorei cada dica contada, parabéns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Paulo! Há uma riqueza imensurável em Estrasburgo. Pena que muitos só visitam as pequenas cidades da Alsácia. Com certeza, estão perdendo de conhecer um item importante da história da França.

      Excluir
  5. Dani, pelo visto a cidade ficou num cabo de guerra entre a França e a Alemanha. Tem cara de Alemanha... e gosto de França. Só sei de uma coisa: quero. Acho que iria de trem, adorei os trens franceses. Na próxima ida a França, acho que vai ser boa ideia dar uma encaixada nesse lugar tão charmoso em nossa viagem!

    Super faria esse passeio de barco, e também visitaria essas igrejas, todas belas, inclusive as "simples" :)

    Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ígor, tudo bom? Também amo as construções simples, que aliás, a igreja possui muitos detalhes interessantes. Eu desconhecia sobre as guerras entre Alemanha e França, até chegar em Estrasburgo. Foram inúmeras lutas!! Toda a região da Alsácia foi marcada por essas brigas de território e hoje, trabalham sabiamente para atrair o turismo.
      Indico a viagem de trem, a qual fiz há pouco tempo pela Suíça. Os trens possui uma infraestrutura muito boa e com uma malha que percorre toda a França.

      Excluir
  6. Confesso que é a primeira vez que leio sobre Estrasburgo, e já me encantei com o lugar. Amo cidades repletas de histórias, e com essa arquitetura então... A Catedral Notre Dame parece ser simplesmente incrível. Acho que já posso incluir o local na minha listinha. :) Parabéns pelo post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alexandre, tudo bom?
      Fiquei impressionada com Estrasburgo. Foi mágico ter a oportunidade de conhecer a capital da Alsácia com mais detalhes. Espero que você possa visitá-la em breve. Bjs

      Excluir
  7. Que demais!!! Eu já tinha ouvido falar bastante nessa cidade, mas na verdade sabia muitos pouco sobre ela. Seu post encheu os meus olhos para conhecê -la! Amei o passeio de barco, a Catedral e a região de petit France... que lugar fofo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aninha, tudo bem? A Petit France é uma das regiões mais fofas da cidade. Sua arquitetura encanta a todos que passam por ela. Eu amei o passeio de barco, acho que foi um dos melhores que fiz até o momento (passeio pelos canais). Beijos

      Excluir
  8. Não tinha o menor conhecimento desse local! Tô encantada! Post super completo, parabéns! Fotos igualmente lindas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A França é muito grande com regiões muito bem definidas. A cidade de Estrasburgo é a capital da Alsácia e digna de uma visita. Amei! Bjs

      Excluir
  9. Caracas Dani! Que cidade apaixonante! A França não para de surpreender. Quanta coisa bacana para fazer em Estrasburgo! Nem parece que foram só dois dias de tanta coisa que vc fez. O Batorama realmente ajuda já q a cidade é rodeada pelos canais, uma graca!! Agora só pela catedral de Notre Dame já valeria a pena visitar. Deve ser daquelas de arrepiar só de ver de longe né? Top post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Catedral de Estrasburgo era considerada a igreja mais alta da Europa, há um tempo atrás, acredita? Ela é exuberante!! A vista lá de cima é estonteante. Amei! Realmente, Estrasburgo me surpreendeu! Beijos

      Excluir
  10. Não tenho palavras para demonstrar o meu amor por essas cidades maravilhosas da Alemanha. Conheço muitas e nunca canso de admirar essa arquitetura e a história desses lugares. Amei tudo em Estrasburgo e já quero conhecer na próxima visita!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Belle, tudo bom? A França é surpreendente!! A Alsácia já é encantadora, imagina a capital dela? Foi apaixonante circular por Estrasburgo! Beijos

      Excluir
  11. Menina, não sabia dessa cidade! Ela é linda e suas dicas muito fabulosas... as construções com arquitetura alemã dão um toque mais lindo ainda.. E a catedral de Notre Dame é esplendida!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline, tudo bom? A cada dia me surpreendo mais com as catedrais mundo a fora. Uma mais linda do que a outra. Fico feliz que gostou das dicas sobre Estrasburgo. Beijos

      Excluir
  12. Que lugar mais lindo! Parece uma cidadezinha cinematográfica. Você disse que foi de carro da Alemanha né? É tranquilo ultrapassar as fronteiras?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bom? Sim, foi muito tranquilo!! Essa é uma das vantagens de alguns países terem adotado o Mercado Comum Europeu. Beijos

      Excluir

Obrigada por sua mensagem!