Pôr do Sol em SORRENTO, na Itália!


Sorrento é uma província de Nápoles, localizada estrategicamente ao sul, na região italiana de Campania. Além da cultura local, que é bordada pelas rendas, trabalhos com a Madeira e cerâmica, você pode assistir um pôr do sol dos deuses.

Nesse post "Pôr do Sol em SORRENTO, na Itália!", eu falarei sobre a minha experiência em Sorrento.

Como chegar em Sorrento?

Vai depender de sua localização. No meu caso, eu estava na ilha de Capri, onde há saídas de barcos a cada trinta minutos.

Ver posts sobre Capri:

Mas se você estiver em Nápoles, poderá chegar tanto de barco como de trem.

Onde se hospedar em Sorrento?


A hospedagem em Sorrento possui mais glamour do que em Nápoles, por isso, os valores da hospedagem crescem também.



Escolhi Nápoles como a minha base de apoio, pois de lá, há muitas opções de transporte ferroviário e marítimo para vários lugares.

Mas depois, me arrependi de não ter dormido, pelo menos, uma noite em Sorrento: a vibe do lugar é incrível. 


Os preços são mais altos, mas acho que uma noite não vai matar nenhum orçamento de viagem, não é? Segue abaixo uma lista de hospedagem, que selecionei na época, incluindo hotéis e apartamento:

Se ficarem em Sorrento, poderão caminhar com calma pelas ruas da cidade velha. Elas me lembraram muito as ruelas sofisticadas das cidades medievais espanholas.



O que fazer em Sorrento?

Cheguei em Sorrento, no final do dia, com a expectativa de assistir o pôr do sol na orla. Cheguei na hora certa!

Uma das coisas que amo na Europa, no período de Maio até Agosto, é os dias claros por mais tempo. Dessa forma, você consegue aproveitar bem cada dia de viagem, podendo chegar em outro lugar e ser presenteado pelo show divino que acontece todos os dias.



O pôr do sol em Sorrento é mágico, fantástico e hipnotizante! Você pode assisti-lo tanto no calçadão perto da marina ou na cidade alta. 



Para chegar até lá, há um elevador no final do calçadão, antes de chegar à praia Marameo. Você paga um euro para ter acesso a ele. Vale super a pena para quem já está cansado de bater perna o dia inteiro. 



Mas caso queira uma alternativa, antes da porta do elevador, há uma rampa, em estilo zigue-zague, que te leva até a parte alta também.



O ponto de encontro dos amantes por um pôr do sol perfeito é na grande varanda da parte alta, que tem vista para o mar e em frente ao convento e igreja de São Francisco de Assis. Lá, você encontra pessoas de todos os gêneros, idades e sexos. Cada um em seu canto aproveitando os últimos minutos dos raios solares.



Há muitos bancos, tipo aqueles de praça, espalhados por toda a extensão do Parque Villa Comunale. Fiquei ali até o último adeus e depois segui em direção ao ferroviária de Sorrento, onde eu iria pegar o trem para voltar para Nápoles.

Peguei a Via San Francesco, uma rua preciosa é muito bem conservada. Ela é o principal acesso do Parque Villa Comunale com o centro da cidade. Quando você anda por ela, parece que viajou no tempo, com uma estrutura estreita, pedras grandes nas construções, hotéis e lojinhas graciosas e caras vendendo os objetos de decoração da região.



No final dela, você chega a Piazza Sant Antonino, com a basílica de Santo Antonino ao fundo. Atravessando a praça, peguei a Via Luigui de Maio (o final dela, pq ela é extensa e o acesso para a Marina para quem desce de carro). Acredito que essa rua seja o local mais badalado e caro da região. Tanto os restaurantes e hotéis quanto às lojas são bem sofisticadas e imponentes. Olhar não arranca pedaço, não é mesmo?



No outro extremo da via Luigi de Maio, você chega na Piazza Tasso, um dos pontos principais de Sorrento. Você tem acesso a principal rua de Sorrento (Corsa Itália), onde há todo o comércio local: bancos, hotéis, restaurantes, lojas e museus.




Segui pela Corso Itália, na direção da estação ferroviária e passei pelo Santuario della Madonna del Carmine, onde, ao lado, há um centro de informações ao turista. Logo em seguida, tem uma confeitaria-sorveteria com diversos sabores deliciosos de sorvete.




Logo após, já estava chegando no meu destino final, a estação ferroviária de Sorrento. Todo esse percurso você realiza em até dez minutos, sem parar. Se for ver vitrines, tirar foto e comer sorvete… Kkkk… acaba sendo um pouco mais :-)



É um percurso rápido de ser feito, onde você pode passar em frente das principais atrações de Sorrento e admirar o contraste de ruas medievais com as cosmopolitas desse século.

Pontos turísticos dentro e fora de Sorrento:


1- Bagni della Regina Giovanna, fica trinta minutos de carro ou podem ser feito passeios marítimos pra lá também. Eu não fiz esse passeio, mas fica a sugestão para quem se hospedar em Sorrento. Já vi fotos de lá e parece que vale a pena.

2- As igrejas: São Francisco de Assis, a basílica de Santo Antonino e o santuário della Madonna del Carmine.

3- Praças: Santo Antonino e Tasso

4- Museo: Coreale Di Terranova



A culinária predominante em Sorrento é a mediterrânea, montada nos frutos do mar da região e a elaboração do prato é sofisticada devido à qualidade dos ingredientes.

Como chegar em Nápoles?

Minha opção foi via ferroviária e quando cheguei no guichê, havia duas opções de trem: um popular da companhia Circumvesuviana, os trens são populares e param em quase todas as estações, podendo a viagem durar mais de uma hora, mas o preço é bem baratinho e tem o da companhia FrecciaRossa, que possuem tens top de linha, mas com poucas opções de horário.




Na hora, era o popular que já estava na estação e sairia em poucos minutos, Então peguei ele mesmo e foi bem curioso assistir o entra e sai de passageiros durante o meu trajeto até Nápoles.

ATENÇÃO: a estação ferroviária central de Nápoles possui duas divisões: a primeira, que fica localizada no piso da rua, recebe as linhas principais e interestaduais, já a segunda, fica no subsolo, onde recebe as linhas urbanas, de regiões próximas. Então, caso você pegue o trem de Sorrento para Nápoles, você precisa descer na parada “Napoli Garibaldi”, que fica no subterrâneo da Estação Centrale de Nápoles.





Aprenda a planejar a sua viagem e não esqueça de alguns detalhes fundamentais, como:

1- O Seguro Viagem: hoje em dia, não tem como viajar para o exterior sem o seguro viagem. Há diversos no mercado, por isso, eu sempre pesquiso pelo Seguros Promo

Você preenche o destino e a data da viagem e ele faz uma busca com as seguradoras do país,  informando o melhor preço. 



2- O aluguel do carro: outro item que a gente faz perder um tempão pesquisando. Hoje, eu faço a minha pesquisa através da Rent Cars, um site que compara aluguel de carro em mais de 100 locadoras do mundo. 

Sem contar que pode pagar em Real, evitando o pagamento do IOF.






Veja também: 


Fuja do óbvio em ROMA

Onde comer em Roma?

Como ir do Fiumicino até o centro de Roma?

Pôr do sol em SORRENTO

CAPRI: a pérola da Itália!


Como chegar na ilha de CAPRI?

TOP 10: lugares imperdíveis em MILÃO!




Nenhum comentário

Obrigada por sua mensagem!