Praias no Espírito Santo

Pôr do Sol em SORRENTO, na Itália!


Sorrento é uma província de Nápoles, localizada estrategicamente ao sul, na região italiana de Campania. Além da cultura local, que é bordada pelas rendas, trabalhos com a Madeira e cerâmica, você pode assistir um pôr do sol dos deuses.

Como chegar em Sorrento?

Vai depender de sua localização. No meu caso, eu estava na ilha de Capri, onde há saídas de barcos a cada trinta minutos.

Ver posts sobre Capri:

Mas se você estiver em Nápoles, poderá chegar tanto de barco como de trem.

Onde se hospedar em Sorrento?

A hospedagem em Sorrento possui mais glamour do que em Nápoles, por isso, os valores da hospedagem crescem também.



Escolhi Nápoles como a minha base de apoio, pois de lá, há muitas opções de transporte ferroviário e marítimo para vários lugares.


MELHORES HOSPEDAGENS POR AQUI



Booking.com




Mas se você tiver mais tempo de viagem, sugiro que durma, pelo menos, uma noite em Sorrento para caminhar com calma pelas ruas da cidade velha. Elas me lembraram muito as ruelas sofisticadas das cidades medievais espanholas.



O que fazer em Sorrento?

Cheguei em Sorrento, no final do dia, com a expectativa de assistir o pôr do sol na orla. Cheguei na hora certa!

Uma das coisas que amo na Europa, no período de Maio até Agosto, é os dias claros por mais tempo. Dessa forma, você consegue aproveitar bem cada dia de viagem, podendo chegar em outro lugar e ser presenteado pelo show divino que acontece todos os dias.



O pôr do sol em Sorrento é mágico, fantástico e hipnotizante! Você pode assisti-lo tanto no calçadão perto da marina ou na cidade alta. 



Para chegar até lá, há um elevador no final do calçadão, antes de chegar à praia Marameo. Você paga um euro para ter acesso a ele. Vale super a pena para quem já está cansado de bater perna o dia inteiro. 



Mas caso queira uma alternativa, antes da porta do elevador, há uma rampa, em estilo zigue-zague, que te leva até a parte alta também.



O ponto de encontro dos amantes por um pôr do sol perfeito é na grande varanda da parte alta, que tem vista para o mar e em frente ao convento e igreja de São Francisco de Assis. Lá, você encontra pessoas de todos os gêneros, idades e sexos. Cada um em seu canto aproveitando os últimos minutos dos raios solares.



Há muitos bancos, tipo aqueles de praça, espalhados por toda a extensão do Parque Villa Comunale. Fiquei ali até o último adeus e depois segui em direção ao ferroviária de Sorrento, onde eu iria pegar o trem para voltar para Nápoles.

Peguei a Via San Francesco, uma rua preciosa é muito bem conservada. Ela é o principal acesso do Parque Villa Comunale com o centro da cidade. Quando você anda por ela, parece que viajou no tempo, com uma estrutura estreita, pedras grandes nas construções, hotéis e lojinhas graciosas e caras vendendo os objetos de decoração da região.



No final dela, você chega a Piazza Sant Antonino, com a basílica de Santo Antonino ao fundo. Atravessando a praça, peguei a Via Luigui de Maio (o final dela, pq ela é extensa e o acesso para a Marina para quem desce de carro). Acredito que essa rua seja o local mais badalado e caro da região. Tanto os restaurantes e hotéis quanto às lojas são bem sofisticadas e imponentes. Olhar não arranca pedaço, não é mesmo?



No outro extremo da via Luigi de Maio, você chega na Piazza Tasso, um dos pontos principais de Sorrento. Você tem acesso a principal rua de Sorrento (Corsa Itália), onde há todo o comércio local: bancos, hotéis, restaurantes, lojas e museus.




Segui pela Corso Itália, na direção da estação ferroviária e passei pelo Santuario della Madonna del Carmine, onde, ao lado, há um centro de informações ao turista. Logo em seguida, tem uma confeitaria-sorveteria com diversos sabores deliciosos de sorvete.




Logo após, já estava chegando no meu destino final, a estação ferroviária de Sorrento. Todo esse percurso você realiza em até dez minutos, sem parar. Se for ver vitrines, tirar foto e comer sorvete… Kkkk… acaba sendo um pouco mais :-)



É um percurso rápido de ser feito, onde você pode passar em frente das principais atrações de Sorrento e admirar o contraste de ruas medievais com as cosmopolitas desse século.

Pontos de interesse:

1- Bagni della Regina Giovanna, fica trinta minutos de carro ou podem ser feito passeios marítimos pra lá também. Eu não fiz esse passeio, mas fica a sugestão para quem se hospedar em Sorrento. Já vi fotos de lá e parece que vale a pena.

2- As igrejas: São Francisco de Assis, a basílica de Santo Antonino e o santuário della Madonna del Carmine.

3- Praças: Santo Antonino e Tasso

4- Museo: Coreale Di Terranova



A culinária predominante em Sorrento é a mediterrânea, montada nos frutos do mar da região e a elaboração do prato é sofisticada devido à qualidade dos ingredientes.

Como chegar em Nápoles?

Minha opção foi via ferroviária e quando cheguei no guichê, havia duas opções de trem: um popular da companhia Circumvesuviana, os trens são populares e param em quase todas as estações, podendo a viagem durar mais de uma hora, mas o preço é bem baratinho e tem o da companhia FrecciaRossa, que possuem tens top de linha, mas com poucas opções de horário.




Na hora, era o popular que já estava na estação e sairia em poucos minutos, Então peguei ele mesmo e foi bem curioso assistir o entra e sai de passageiros durante o meu trajeto até Nápoles.

ATENÇÃO: a estação ferroviária central de Nápoles possui duas divisões: a primeira, que fica localizada no piso da rua, recebe as linhas principais e interestaduais, já a segunda, fica no subsolo, onde recebe as linhas urbanas, de regiões próximas. Então, caso você pegue o trem de Sorrento para Nápoles, você precisa descer na parada “Napoli Garibaldi”, que fica no subterrâneo da estação centrale.





Veja também: 


Fuja do óbvio em ROMA

Pôr do sol em SORRENTO

CAPRI: a pérola da Itália!


Como chegar na ilha de CAPRI?


Nenhum comentário

Obrigada por sua mensagem!