Praias no Espírito Santo

CAPRI: a PÉROLA da Itália



Já tinha visto fotos de Capri e li muito sobre a ilha antes da viagem, mas nada se compara presenciar com os seus próprios olhos toda aquela beleza estampada numa ilha italiana tão graciosa e charmosa.

Através do post "Como chegar em Capri" você pode escolher qual a melhor maneira de chegar até a ilha.

Como eu estava hospedada em Napoli, a minha escolha foi em fazer um bate e volta de Napoli. Há dois tipos de barcos em Napoli: um rápido e com muitos horários, saindo da estação marítima Molo Beverello ou pegando o barco lento, que sai do outro lado do porto.


O que fazer em Capri?



Os barcos chegam na Marina Grande e de lá, você pode comprar o ticket para os passeios marítimos em Capri.


1- Passeio marítimo:

Quando cheguei à ilha, fui direto para o guichê na Marina Grande para contratar o passeio para dar a volta na ilha + a entrada na Grotta Azzurra (o pagamento da entrada na Grotta Azzurra é feito na hora com os barqueiros).



O passeio que fiz, tinha duração de 2h e chamava-se Giro dell’Isolda com a empresa Motoscafisti. Mas a empresa Laser Capri também oferece o mesmo passeio, dependendo assim somente do horário de sua chegada na Marina Grande. Não há muita diferença de preço, então pode contratar o que bater com o horário de sua chegada em Capri.



Sugiro que faça logo esse tour, como eu fiz, pois poderá aproveitar as outras atrações da ilha na parte da tarde, além de ser o passeio imperdível da ilha!



A equipe da lancha é atenciosa e em cada ponto específico da ilha, o guia conta um pouquinho da história em italiano e inglês. Passamos por alguns pontos importantes, como:

1- próximo a Villa Jovis, no Monte Tibério;
2- Scugnizzo;
3- na Grotta Bianca;
4- próximo ao Arco Naturale;
5- próximo a Casa Malaparte;
6- na Grotta del Corallo;
7- no Faraglioni;
8- na Punta Tragara;
9- próximo a Marina Piccola;
10- na Grotta Verde;
11- no Faro di Punta Carena;
12- e na famosa Grotta Azzurra.











Quando chegamos perto da Grotta Azzurra, nunca vi tantas lanchas amontoadas em pouco território marítimo.. kkk... todas elas estavam numa fila e esperando a vez para que seus passageiros fossem levados pelos barqueiros até a entrada da Grotta Azzurra.




A espera é grande e pode causar até desânimo de alguns, querendo desistir. Eu confesso que fiquei bem na dúvida se voltava para a Marina Grande em outro barco ou ficava lá esperando por volta de quase 2h, para ficar menos de 10min na gruta. Decidi ficar e não me arrependi! Sim, o tempo de permanência na gruta é pouco em comparação ao de espera, mas até é compreensível devido a quantidade de curiosos como eu.. kkk... querendo dar aquela espiadinha lá dentro.



Foram minutos mágicos e impressionantes com o reflexo dos raios solares desvendando um azul tão lindo dentro da gruta.


Alguns barqueiros cantam músicas italianas lá dentro (não está no pacote), mas torna o passeio ainda mais romântico. Como levei a minha GoPro, não podia deixar de tirar foto dessa água tão misteriosa e voialá... descobri a pólvora! kkkk

Não é a toa que recomendam entrar na gruta em dias de sol, pois há dois buracos na rocha. Um pequeno, bem perto da superfície, por onde os barqueiros conseguem acessar o interior da gruta, e outro, grande por sinal, mas no nível abaixo da superfície, onde os raios solares entram e acendem um azul turquesa maravilhoso!



Não há uma alma viva que saia dessa gruta insatisfeita! Mas lembrem, não vale a pena entrar em dias nublados, pois todo o encantamento é devido a luminosidade dos raios solares na água. Melhor horário é entre as 11h e 2h da tarde, quando o sol está em sua atividade plena.  Lembrando que o nível da maré é importante para a entrada na gruta.


MELHORES HOSPEDAGENS POR AQUI



Booking.com





2- Passeio terrestre:



Chegando na Marina Grande, comprei um passe ilimitado de um dia para conhecer a ilha através do transporte público. A compra do passe é feita através de guichês à direita da Marina, se você estiver de costas para o mar. Há a opção de fazer um tour nos taxis limusines de Capri. Não tenho ideia do preço, mas vi muitos brasileiros fazendo. Eu fui conhecer a ilha de buzun mesmo.. kkk





Você pode pegar uma linha que sai perto da Marina Grande, mas preferi pegar o funicular na Marina Grande para Capri. Uma rota boa, prática e rápida. Assim que você sai do funicular, já tem em sua frente uma vista pra lá de especial! Vale tirar algumas fotos na primeira varanda que contorna a estação do funicular.




O centro de Capri é bem interessante, com muitas lojas de grife, bares e restaurantes nas principais ruas (ou melhor dizendo, ruelas.. kkk).. e muitas pessoas, bicicletas, motos e micro caminhões indo e vindo.

Dica: quem tiver tempo, estiver hospedado na ilha, vale a pena passar devagar pelas ruas principais de Capri para curtir a vibe e a moda.



Parei num restaurante (recomendado por um blog) bem perto do ponto de ônibus para Anacapri e se arrependimento matasse, estaria enterrada neste momento.. kkk.. o lugar até que é bonito, mas para por aí... paguei o olho da cara por um peixe que deveria estar fazendo dieta de tão magro... além de eu ter informado para o garçom que estava com um pouco de pressa para pagar, e de deboche, ele foi ainda produzir o papel da conta. Poucos foram os lugares que não deram certo em minha viagem e, definitivamente, esse restaurante ficou registrado na lista negra da ninja.





Como chegar em Anacapri?

O micro ônibus para Anacapri sai no final da rua Roma. Chegando lá, há uns corredores feitos com cordas para organizar as filas e direcionar os transeuntes para os seus destinos. De Capri até Anacapri é rapidinho. O que demora é o micro ônibus, caso você tenha chegado no ponto há poucos minutos depois da saída de um.

Assim que chegar em Anacapri, sugiro que desça no ponto bem em frente a principal rua histórica. Atravessando a rua, você encontrará uma pequena escadaria que te levará até o teleférico para o Monte Solaro.



Se tiver tempo, vale a pena andar pelas ruas de Anacapri, que, inclusive, fiquei com uma enorme vontade de me hospedar nesse pedaço da ilha, pois as pousadas parecem ter uma infraestrutura boa.

Mas como fiz um bate e volta, minha prioridade era conhecer o Monte Solaro e acertei na minha escolha, pois foi o segundo passeio imperdível que fiz na ilha.
O teleférico é com aquelas cadeiras individuais e abertas. Não coloco a minha mão no fogo de que é super seguro, mas achei tranquilo a subida e descida, sem grandes preocupações.




Lá em cima, há um bar restaurante com mesas e espreguiçadeiras para curtir o visual que é incrível! O Monte Solaro fica localizado no centro da ilha, proporcionando uma vista de 360 graus! A que mais me agradou foi o lado do Faraglioni.




A espera demorada para entrar na Grotta Azzurra prejudicou toda a minha programação na ilha. Já cheguei quase na hora do teleférico fechar e por sorte, consegui subir para curtir o visual lá de cima. Mas quando desci, só foi o tempo de voltar de ônibus para Capri e correr até a Marina Grande para pegar o último barco para Sorrento.


Se você tiver mais sorte do que eu, sugiro que ande por Anacapri que me apresentou ser um lugar muito bem tratado e encantador. Poderá visitar:




1- Villa San Michelle;
2- Casa Rossa;
3- Piazza San Nicola;
4- Chiesa S. Michelle (igreja)

Como chegar na Grotta Azzurra?


Eu fui de barco através do passeio que deu a volta a ilha, mas se você preferir, pode pegar um ônibus na Marina Grande até Villa Damecuta. Lá, você terá alguns degraus para descer até o nível do mar, onde os barqueiros ficam à espera. Eles ficam perto da escada se revezando entre as lanchas e os turistas que ficam na fila da escada, beirando o rochedo.



O que fazer em Capri? 


Além de andar pelas ruelas bem apresentadas por marcas de lojas internacionais, também pode seguir a pé até o Giardini di Augusto, onde terá a vista da Marina Piccola.


No centro de informação ao turista, você recebe um mapa com pontos panorâmicos, que ao meu ver, você só consegue chegar na maioria deles se contratar um taxi para dar uma volta pela ilha. Caso a sua intenção seja essa, segue a lista dos mirantes:


1- Grota Azzurra;
2- Punta di Miglio;
3- Cala di Mezzo;
4- Faro Punta Careno;
5- Punta del Tuono;
6- Punta Marmolata;
7- Monte Solaro:
8- Monte Santa Maria;
9- Punto di Mulo;
10- Belvedere Cannone;
11- Belvedere di Tragara;
12- Arco Naturale;
13- Monte Tiberio;
14- Scala Fenicia.



Veja também:






20 comentários:

  1. Que post lindo! Meninaaa, se eu ficasse só um dia nesse paraíso eu ia ficar doente e precisar voltar. Agora que você me deu todas essas dicas maaaaara, já sei o que fazer quando visitar essas belezuras! e adorei a parte da "lista negra da ninja"... com certeza passarei bem longe desse restaurante baby!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. temos que falar a verdade, sempre. Os preços de comida em Capri são bem abusivos.

      Excluir
  2. Realmente é uma pérola! Amo os lugares que você escolhe pra conhecer Dani! Só coisa top. Que gruta mais incrível. Quero conhecer a Itália na próxima trip a Europa. Vou tentar incluir Petra com suas dicas.beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você quis dizer: Capri.. kkkk... estou adorando compartilhar os detalhes das viagens com vocês. Tenho certeza que poderá ajudar bastante gente.

      Excluir
  3. Olha, Ninja, só de ver essas fotos, e como um amante da Itália, eu já tenho certeza nessa vida que eu quero obrigatoriamente conhecer Capri e fazer esse passeio de barco fabuloso. Incrível!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Itália é toda linda! Fico feliz que gostou das dicas e incluíra Capri em sua viagem.

      Excluir
  4. Nossa, a Itália tá muito na minha lista e já inclui capri também. Esse passeio de barco me lembrou ótimos momentos em Arraial do Cabo, até que parece um pouco!! E essa gruta azul maravilhosa?? amei!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu super a pena esperar para entrar na grupa, passeio imperdível!

      Excluir
  5. Eu sou daquelas que nunca foi à Europa, mas quando for,quero começar pelo mar. Pode isso?? Rs ameeei seu relato. Esta super salvo para quando for realizar meu sonho!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há tantas ilhas lindas que você vai amar como Capri, Hvar (Croácia), Sardenha (Itália) entre muitas outras. Tenho posts sobre elas, caso tenha interesse. Beijos

      Excluir
  6. Viajei com você nessa trip, ainda não conheço a Europa, fico encantada com as fotos, não vejo a hora de poder ir. Ah esse teleférico, dev ter um visual incrível hein? .. Adorei o post bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você não vai querer outra vida.. kkkk... cada lugar incrível!! A vista do teleférico é espetacular! Beijos

      Excluir
  7. As formações rochosas são surpreendentes e a cor da água, Meu Deus, que maravilha!!! Com certeza vou incluir no roteiro quando for à Itália!!! Amei as dicas, Dani!

    ResponderExcluir
  8. Ah, só em ver as fotos ja fico encantado, imagina só ao vivo e a cores :). Sobre o passeio da gruta eu tambem esperaria, e que bom que valeu demais. Dicas super úteis por aqui, parabens pelo post. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Alexandre. Sugiro que reserve hospedagem na ilha para curtir mais cada cantinho. Beijus

      Excluir
  9. Adorei seu post!! Relato maravilhoso do jeito que eu gosto de ler... e, confesso, não sabia que Capri era tão organizada para o turista. Mas, olha, passeio de barco lotado tem em todo canto.. aqui no Rio se vc for em Arraial no verão vai demorar também para entrar na gruta que tem aqui..rs Enfim, tem coisas que valem a pena esperar mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade! kkk... fico feliz por ter esperado. Beijos

      Excluir
  10. WOW, acho chiquerrimo Capri... um super lugar phyno para conhecer. E quanta beleza hein? Uaua, fiquei encantada! Parabens pelo post e riqueza das informações postadas. beijao

    ResponderExcluir

Obrigada por sua mensagem!